ANO 2018 ÓRIXAS QUE REGERÃO NOSSO PLANETA (XANGÔ E IANSÃ) ***** DIA DA UMBANDA (15 de Novembro) PARABENS NOSSA UMBANDA - 109 ANOS DE MUITOS QUE IRÃO VIR *****

AROEIRA (CASCA)

Nome Científico – Schinus terebinthifolia Raddi

Sinônimos – aroeirinhas, aroeira pimenteira, aroeira branca ou mansa, aroeira mole, aroeira vermelha, pimenta rosa (fruto).

———————————————————————————————-

Embalagem – 10g (de 6 a 10 banhos) em pacote plástico ZIP (8cm C x 13 cm L)

Classificação – Quente ou Agressiva

Função – Limpar, Desintegrar, Dissolver, Consumir, Abrasar

Orixás – Ogum, Xangô, Exú

Cor Energética – vermelho fogo

——————————————————————————————–

INDICAÇÕES – Altíssimo poder de limpeza em banhos e defumações e principalmente em “bate folhas” ou sacudimentos para purificação. Benzimentos podem também ser feitos com ramos de aroeira. Indicada para limpeza energética de assentamentos religiosos.

Por seu carácter ígneo, essa erva é associada a vibração de Exú, no entanto encontramos os fatores de Ogum e Xangô.

A espécie muito tóxica chamada de aroeira brava é a Libraea brasiliensis March que desprende elementos capazes de provocar urticárias e afecções de pele pelo simples contato, essa sim, está bastante presente ao propósito de Exú.

CARACTERÍSTICAS – Árvore encorpada, de copa densa e bem distribuída, a aroeira-vermelha tem altura entre cinco e dez metros, com troncos revestidos de casca grossa. A largura média fica entre 30 e 60 centímetros de diâmetro. As flores são miudinhas e os frutos, vermelhos.

PROPRIEDADES MEDICINAIS – As propriedades da aroeira incluem sua ação adstringente, balsâmica, diurética, anti-inflamatória, antifúngica, antibactericida, tônica e cicatrizante ginecológico.

PARTE UTILIZADA – Casca, raiz e folhas em chás e infusões.

 

 

R$4,50

Quantidade